Largo De Soares Dos Reis

Ao Largo junto da entrada do cemitério, no fim da antiga Rua de Reimão, hoje Avenida Rodrigues de Freitas chamou-se de Prado, depois do Repouso e agora de Soares dos Reis, o genial artista do 'Desterrado', da 'Flor Agreste', e de tantas outras maravilhas saídas do seu cinzel privilegiado. ( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas )