Travessa Do Freixo

O casal do Freixo, no antigo Couto de Campanhã, era do senhorio directo do Cabido da Sé do Porto, e foi por este emprazado, em 1504, ao cidadão Lopo Vieira, escudeiro de El-Rei e procurador da cidade em 1479. Deste passou a seu filho, Manuel Vieira, possuindo-o século e meio mais tarde o deão da Sé, João Freire Antão. Herdou-o o sobrinho Jerónimo de Távora, igualmente deão da Sé portucalense, que nele fez construir, sob o risco do grande Nicolau Nasoni, o belíssimo Palácio que ainda existe e todos conhecem e que desde 1910 é monumenro nacional... ( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas )