Largo Dos Lóios

Mais ao menos onde hoje começa a Rua dos Clérigos, na embocadura do actual Largo dos Loios, existia rasgado na muralha Fernandina, um postigo denominado das Hortas, ou de Santo Elói, e nele principiava um pouco em diagonal, para a Rua do Souto (Caldeireiros) uma rua que se chamava de Mendo Afonso - sujeito que não sabemos quem fosse. A rua de Mendo Afonso, segundo Horácio Marçal, desapareceu na 1ª década do séc. XVII, abrindo-se no lugar dela um Terreiro que junto ao rossio já existente deu origem ao L. dos Lóios de hoje. Na planta de Costa Lima denomina-se Rua de santo Elói, a parte mais estreita do largo, entre as Ruas de Trindade Coelho e dos Caldeireiros, e que talvez seja ùltimo vestígio da velha Rua de Mendo Afonso ou Postigo de Men Afonso. ( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas )