Rua Arménia

Referem graves autores que no ano de 1453, fugidos de Constantinopla, uns mercadores gregos e arménios aportaram ao Douro, trazendo consigas relíquias de S. Pantaleão, que logo depositaram na igreja de Miragaia. Teriam estes dado o nome à rua Arménia ou dos Arménios como indistintamente se chamou a serventia que vai hoje da Rua Nova da Alfândega para o largo de S. Pedro de Miragaia. « Rua d' Almenia que vai por detrás da praia de Miragaia », diz o Tombo das casas do Cabido de 1566. Os topónimos Arménia e dos Arménios aparecem em emprazamentos da Misericórdia de 1697 e 1698. Havia ainda ali nas proximidades uma outra rua que talvez recordasse estes mercadores. Era a Rua Ancira, nome de uma cidade da Anatólia, na antiga Turquia asiática. Ou, ainda teria a ver com ela? Note-se que « ancira » quer dizer gancho, âncora, em português arcaico. ( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas )