Rua Da Azenha

Entre as dez fontes, poços e cisternas que Sousa Reis, menciona como existentes, em seu tempo na freguesia de Paranhos, conta-se a chamada Fonte da Azenha, no lugar do mesmo nome. O lugar da Azenha pertencia à Mitra e ao Cabido, senhores do Couto de Paranhos. Os capitulares fizeram prazo do Campo da Azenha a uns lavradores, Pero Anes e Maria Gonçalves, em 1492. Como aldeia é mencionada nas « Memórias Paroquiais » do Padre Luís Cardoso, em 1758. Derivou o nome de um moinho que fazia mover as águas de um regato ali existente.».( Toponímia portuense de Andrea da Cunha e Freitas )