Rua Da Lada

Rua da Lada - Tratando no seu «Elucidário» da palavra «Lada», o erudito Fr. Joaquim de Santa Rosa de Vitérbo informa-nos que: «No Rol dos direitos que há-de ter o Mordomo da Terra de Gaia se lê o seguinte - Item há-de haver o costume de quantos navios entrarem na foz do Doiro e por ambalas Ladas. Livro Preto de Grijó = Na infima latinidade se disse «lada» ou «leda», por estrada ou caminho largo; porém aqui não se pode dizer que «ladas» sejam estradas de terra, mas sim caminhos de àgua por onde os navios ou quaisquer outras embarcações (que então indiferentemente se chamavam navios) podiam navegar. São, pois, as «ladas» as duas correntes do Douro, superior e inferior à cidade do Porto; não só por lhe ficarem aos lados, mas, e principalmente, por serem os caminhos e estradas largas, por onde lhe vem os mantimentos e riquezas, assim de fora da barra, como de dentro dela». A Rua da Lada, é antiquíssima, pois exitia já em 1230, mencionada em documento do cartório do Cabido... ( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas )