Escadas De S. Francisco De Borja

S. Francisco de Borja - Ante a visão dantesca do cadáver horrendamente decomposto de Isabel de Portugal, imperatriz da Austria e rainha de Castela, que fora a mais poderosa soberana da Europa e das mais formosas mulheres do seu tempo, o marquês de Gândia, D. Francisco de Borja, desiludido das glórias do mundo, despe os seus ricos trajes de cortesão e enverga a roupeta negra da Companhía de Jesus, havia pouco fundada por Inácio de Loiola. Na sua missão de apostolado da companhía, Francisco de Borja, que cedo subira aos altares, vem ao Porto em 1560, para introduzir seus irmãos nesta cidade. Aqui depara oposição dos governantes dela, mas conseguem, por fim, com o auxílio de alguns devotos, instalar-se numa casa da Rua da Lada. A esta casa se chamaria depois Colégio Velho quando os jesuítas se mudaram, em 1577, para o seu Colégio Novo, no cima da Rua das Aldas - o Colégio de S. Lourenço, mais conhecido por Grilos, hoje Seminário Maior. ...( Toponímia Portuense de Andrea da Cunha e Freitas ).